Quais as dificuldades que os surdos enfrentam na Educação brasileira?

Mais de 4 milhões de estudantes tiveram que pensar sobre as dificuldades da inclusão educacional de pessoas com deficiência auditiva no Brasil. O assunto foi tema da prova de redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) aplicado neste domingo (5). Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), a escolha do assunto foi uma forma de estimular o debate sobre as necessidades que essas pessoas têm ao longo de sua trajetória escolar e sinalizar para toda a sociedade a importância das políticas inclusivas.

Os textos motivacionais, usados para dar uma base para os candidatos escreverem a dissertação, traziam informações sobre as leis brasileiras que garantem Educação para todos os cidadãos, mas ponderavam mostrando que o acesso ao sistema educacional e ao mercado de trabalho ainda é precário.

A escolha de falar sobre uma deficiência única, e não de deficiências de forma geral, mostra que é preciso pensar na diversidade existente dentro do público com necessidades específicas e que pensar em inclusão como algo único não é o bastante. A comunicação, por exemplo, é um dos grandes desafios enfrentados pelas pessoas com deficiência auditiva. Dessa dificuldade surgem os problemas de evasão escolar e baixo acesso ao Ensino Superior e ao mercado de trabalho. E quando se fala em comunicação, é preciso pensar na importância da Língua Brasileira de Sinais (libras), reconhecida como segunda língua oficial no país desde 2002 de acordo com a lei 10.436/2002.

Nova Escola – 06/11/2017

¿Qué te pareció este contenido?

Conoce la política sobre los comentarios o textos publicados en este sitio