Aluna é suspensa após criticar escola que proibiu discutir sexo, gênero e religião em sala

Uma aluna da escola Univest de Lages, em Santa Catarina, foi suspensa por dois dias e teve a matrícula vetada para o próximo ano depois de divulgar e criticar um panfleto da instituição. O ofício anunciava a proibição de ensino de sexo, ideologia de gênero, ativismo LGBT, comunismo, esquerdismo e religião em sala de aula. “2017, a nova idade média. (Pasmem, isso é real)”, escreveu a adolescente de 17 anos nas redes sociais.

No dia seguinte à publicação, que recebeu mais de 523 compartilhamentos até a tarde desta quinta-feira, a jovem foi chamada à coordenação da escola e avisada de que seria sancionada por “denegrir a imagem do colégio nas redes sociais”. Uma amiga também sofreu penalidades e teve a bolsa de estudos cortada.

O Globo – 20/10/2017

¿Qué te pareció este contenido?

Conoce la política sobre los comentarios o textos publicados en este sitio